Simples assim…

Simples assim…

 

 

Seja qual for a vida que você está vivendo, tua verdadeira natureza luminosa estará sempre lá.

Essa natureza luminosa pode ser comparada com o céu e a mente confusa às nuvens. O céu pode até estar encoberto pelas nuvens e aí, aqui do chão, é até difícil de acreditar que existe algo além dessas nuvens.

Basta viajar de avião durante o dia para se convencer de que é verdade, atrás das nuvens existe um céu claro, azul sem limites. Ali de cima as nuvens ficam tão pequenas e tão longe…

Sempre é bom relembrar nuvens não são o céu nem pertencem a ele; apenas passam por ele: sem forma definida e sem nunca deixar marcas.

Descobrir essa mente luminosa ou sinais dela?

Quando você meditar respire naturalmente, como você sempre faz.

Foque sua consciência suavemente na expiração.

Quando expirar, apenas flua com a expiração.

Cada vez que você expira, você está liberando e deixando ir teus apegos

Imagine tua respiração se dissolvendo no espaço que se expande na verdade.

Cada vez que você expira e antes de inspirar novamente, você encontrará um intervalo natural…. e os apegos se dissolvendo

Relaxe nesse intervalo, nesse espaço amplo.

E quando, naturalmente, você inspira, não foque especialmente na inspiração, mas descanse tua mente nesse intervalo que se abre.